TJ-AL - Tribunal de Justiça Alagoas - Juiz Substituto - Curso Intensivo - Cpiuris 2019

Informações do curso

 

Objetivos do curso:

Preparar o aluno para que, seguindo à risca o roteiro do curso, esteja ele, no dia da prova de primeira fase do TJAL, preparado para ser aprovado nessa etapa do concurso.

 

Conteúdo Programático:

O concurso de juiz substituto do TJAL apresenta três grandes destaques: 1º) fator tempo: a prova objetiva preambular será aplicada na data provável de 06/10/2019, o que demanda um estudo objetivo e direcionado; 2ª) a banca examinadora será a Fundação Carlos Chagas – FCC, a qual segue um padrão de construção de questões baseada, como regra, na letra da lei e em jurisprudência sumulada, sem prejuízo da exigência pontual de doutrina consagrada; 3ª) São oferecidas 20 (vinte) vagas, o que significa que o número considerável de vagas já abertas. Pensando nisso, desenvolvemos, cuidadosamente, o Curso Intensivo TJAL atentando-nos especificamente aos fatores tempo e banca examinadora (FCC).

As disciplinas cobradas no certame foram divididas em três blocos, a saber: BLOCO I (40 QUESTÕES): Direito Civil, Direito Processual Civil, Direito do Consumidor e Direito da Criança e do Adolescente; BLOCO II (30 QUESTÕES): Direito Penal, Direito Processual Penal, Direito Constitucional e Direito Eleitoral; BLOCO III (30 QUESTÕES): Direito Empresarial, Direito Tributário, Direito Administrativo e Direito Ambiental.

Bônus exclusivo

No prazo de 24 horas após a confirmação da matrícula, o aluno terá acesso a todo o conteúdo do curso NOVO MAGIS 8 EXTREME - TURMA 1, pelo prazo de 30 dias, a fim de que possa selecionar as disciplinas em relação às quais possui maior dificuldade e iniciar a sua preparação antes mesmo do início das aulas específicas. As aulas de direito eleitoral ficarão disponíveis durante todo o curso como módulo específico.

Início

  • Imediato, em relação ao acesso ao curso NOVO MAGIS 8 EXTREME - TURMA 1 e materiais de apoio;

  • 22/07, em relação às aulas específicas.

Método

O curso observará a seguinte sistemática, em ritmo realmente forte:

  1. Cronograma de estudo:o aluno receberá, até dois dias após sua matrícula, três diferentes tipos de cronograma de estudo, elaborados pela equipe de professores do CP Iuris, a fim de que possa adotar aquele que mais se adequa à sua rotina semanal (cronograma 1 - com 22h30min semanais de estudo, cronograma 2 - com 30 horas semanais de estudo, e cronograma 3 - com 40 horas semanais de estudo). Eventuais dúvidas podem ser sanadas via Central de Dúvidas.

  2. 130 (cento e trinta) videoaulas, distribuídas da seguinte forma:

- 2 (duas) videoaulas de estratégias de estudo para a prova objetiva do TJAL e de análise das últimas provas do TJAL e da magistratura em geral, abordando os temas com maior incidência. A aula será ministrada pelo prof. Daniel Carvalho, aprovado em 1º lugar no concurso para Promotor de Justiça do MPDFT. 

- 84 (videoaulas) aulas de 1 hora, de segunda a sexta, sobre os principais temas cobrados nas provas, conforme análise realizada pela equipe do CPIURIS, relativas às disciplinas exigidas no edital. As aulas serão gravadas especificamente para o concurso do TJAL.

- Módulo de direito eleitoral, contendo 32 (trinta e duas) videoaulas, gravado para o curso Novo Magis 8 Extreme turma 1;

  1. 10 (dez) simulados, contendo 100 questões de múltipla escolha cada, totalizando 1000 questões, disponibilizados aos sábados, com a mesma distribuição de disciplinas do concurso. As questões serão elaboradas e comentadas pelo CP Iuris;

  2. 10 simulados contendo 30 questões cada acerca dos principais julgados do STJ e STF dos anos de 2018 e de 2019, totalizando 300 questões elaboradas pelo CP Iuris (estudo dos informativos por questões).

  3. E-books (em PDF) de todas as disciplinas (total de, aproximadamente, 3.500 páginas);

  4. Central de dúvidas à disposição dos alunos, com prazo de resposta de até 48 horas; 

  5. Contagem Regressiva (06 horas de aulas de revisão final na semana da prova, sendo três horas online e três horas presenciais na véspera do concurso em Maceió/AL – equivalente a 12 videoaulas);

  6. Tabela de lei seca (artigos mais importantes para leitura até a data da prova). 

Horário:

A critério do aluno. As aulas permanecerão disponíveis na plataforma de videoaula do CP Iuris, limitada a dois acessos por aula. Será disponibilizada uma nova aula por dia, conforme estabelecido no cronograma do curso, salvo em relação ao conteúdo completo do curso NOVO MAGIS 8 EXTREME - TURMA 1, que ficará disponível pelo prazo de 30 dias.

 

DISTRIBUIÇÃO DAS AULAS:

DISCIPLINA

PROFESSOR

QUANTIDADE DE VIDEOAULAS

Aula inaugural de estratégia de estudos para a primeira fase e de análise dos temas mais cobrados

Daniel Carvalho
(promotor de justiça do MPDFT)

2

Direito constitucional 

Gustavo Fernandes
(Juiz do TJDFT)

10

Direito administrativo 

Renato Boreli
(Juiz Federal)

8

Direito civil

Aurélio Bouret
(Advogado, professor da EMERJ e de cursos preparatórios para concurso)

14

Processo civil

Jaylton Lopes
(Juiz do TJDFT)

8

Direito penal (parte geral)

Samer Agi
(Juiz do TJDFT)

8

Direito penal (parte especial) e Leis Penais Especiais

Michelle Tonon
(Defensora Pública do DF)

4

Processo penal

Lorena Ocampos
(Juíza do TJDFT)

8

Infância e Juventude

Rodrigo Machado
(Promotor de Justiça do MPDFT)

4

CDC

João Gabriel
(Juiz do TJDFT)

4

Direito Empresarial

Daniel Carvalho
(Promotor de Justiça do MPDFT)

6

Direito Tributário

Aline Soares
(Juíza Federal)

4

Módulo Direito Eleitoral

Bruno Gaspar
(Promotor de Justiça do MPRJ)

32

Direito Ambiental

Rafael Rocha
(Procurador Federal, ex-Promotor de Justiça do Estado da Bahia)

6

Contagem regressiva

Diversos professores

12

Total

 

130

 

CORPO DOCENTE

DIREITO PENAL (PARTE GERAL)

Samer Agi. Juiz de direito substituto do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) desde os 25 anos. Logrou êxito no concurso em 3º lugar (deixou de ocupar o 1º lugar na fase de títulos), sendo o 1º colocado da prova oral e tendo alcançado a nota 9,88 na prova de Sentença Penal. Antes de ser juiz, foi delegado da Polícia Civil do Estado de Goiás (PCGO) por três anos. Graduado em Direito pela Universidade Federal de Goiás. Especialista em Direito Administrativo. Mestrando em Direito pela Universidade Autônoma de Direito. Coautor da obra “Os 23 pontos da sentença penal”, prefaciada pelo ministro do Superior Tribunal de Justiça Antonio Saldanha. Autor dos livros #focanatoga, Paixão pela vitória, Momentos e Conselhos do Doutor Miranda.

DIREITO PENAL (PARTE ESPECIAL)

Michelle Tonon. Bacharel em Direito pela Universidade de Brasília - UnB (2005). Foi aprovada, ainda durante a faculdade, no concurso para técnico judiciário do Superior Tribunal de Justiça. Atuou, de 2005 a 2007, como assessora de Subprocuradores-Gerais da República na PGR. Ingressou na Defensoria Pública do Distrito Federal em 2008, com atuação predominante na área criminal e Tribunal do Júri. Possui pós-graduação lato sensu em Direito, Estado e Constituição pela Jurplac/Faciplac (2009). É coautora das obras "Série Defensoria Pública. Teses jurídicas dos Defensores Públicos do Distrito Federal. Direito Penal e Processual Penal. Coordenação da ADEP-DF", "Manual de mediação judicial", "Estudos de arbitragem, mediação e negociação. Volumes 2 e 3", "O novo Direito Administrativo brasileiro - o Estado, as agências e o terceiro setor" e "O novo Direito Administrativo - o público e o privado em debate."

DIREITO ADMINISTRATIVO

RENATO BORELI. Juiz Federal Substituto do TRF 1. Foi Juiz Federal Substituto do TRF 5. Foi advogado privado e advogado público. Foi assessor de Desembargador Federal e de Ministro. Atuou no CARF/Ministério da Fazenda como Conselheiro (antigo Conselho de Contribuintes). Formação em Direito e Economia, com especialização em Direito Público, Direito Tributário e Sociologia Jurídica.

DIREITO PROCESSUAL CIVIL

Jaylton Lopes Junior. Juiz de direito substituto do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT), aprovado em 4° lugar; mestrando em direito; professor de Direito Processual Civil em cursos preparatórios em Brasília-DF; professor de direito processual civil em curso de pós-graduação; professor de técnicas de sentença cível do CP Iuris. É autor do livro Sentença Cível Descomplicada – Técnicas de Construção e Esquemas de Estruturação" e coautor do livro "#VouSerJuiz – 480 Questões Objetivas Comentadas", ambos pela editora CP Iuris. Foi aprovado nos concursos para os cargos de analista judiciário, na área de execução de mandados do TJDFT; de promotor de justiça do Ministério Público Estadual do Tocantins (MPTO); e de promotor de justiça do Ministério Público do Estado de Rondônia (MPRO). Também foi aprovado e classificado para a prova oral do concurso para juiz de direito substituto do estado do Rio Grande do Norte, tendo desistido de prestar a referida prova em razão da posse no cargo de juiz de direito substituto do TJDFT.

DIREITO CIVIL

AURÉLIO BOURET. Advogado; Especialista em direito privado; Professor de Direito Civil da Escola da Magistratura do Rio de Janeiro – EMERJ e de diversos cursos preparatórios para concurso público.

DIREITO PROCESSUAL PENAL

LORENA OCAMPOS. Tornou-se juíza de direito substituta da justiça do Distrito Federal aos 26 anos (6º lugar), obtendo a maior nota na prova de Sentença Penal (8,47). Foi aprovada, entre outros, nos concursos para os cargos de técnica judiciária do Ministério Público da União (MPU) e de analista judiciária do Superior Tribunal de Justiça (STJ). Antes de ser juíza, foi técnica e analista judiciária do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT), entre 2010 e 2014, exercendo a função de oficial de gabinete por quatro anos. Pós-graduada em Direito e Contemporaneidade pela União Pioneira de Integração Social (UPIS/DF) em convênio com a Escola da Magistratura.

DIREITO DO CONSUMIDOR

JOÃO GABRIEL RIBEIRO PEREIRA SILVA. Juiz de Direito Substituto da Justiça do Distrito Federal – TJDFT. Foi advogado da União. Aprovado no concurso para Procurador da República (MPF).

DIREITO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE

RODRIGO DE OLIVEIRA MACHADO. Promotor de Justiça Adjunto do MPDF (aprovado em 9º lugar). Aprovado nos concursos de Promotor de Justiça do MPRR (6º lugar) e Analista Judiciário do TJDFT (2º lugar). Foi advogado orientador do Núcleo de Assistência Jurídica do Centro Universitário de Brasília – Uniceub. Pós-graduação em “A ordem jurídica e o Ministério Público” e “Direitos indisponíveis”. Autor das obras “Aplicação da Lei Maria da Penha a homens vítima de violência doméstica” e “A Natureza da Ordem dos Advogados do Brasil, ambas pela editora Sal da Terra”.

DIREITO TRIBUTÁRIO

RENATO GRILO. Procurador da Fazenda Nacional (cedido). Assessor de Ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ). Pós-graduado em Direito Constitucional e em Direito Tributário. Atuou como procurador da Fazenda nos Tribunais Superiores, entre 2013 e 2016. Autor e coautor de diversas obras jurídicas e professor de cursos preparatórios.

DIREITO AMBIENTAL

RAFAEL ROCHA.  Procurador Federal e ex-Promotor de Justiça do MP tendo sido aprovado com notas 10 nas disciplinas de Direito Civil e Processo Civil na fase Oral. Foi aprovado nos concursos para Promotor de Justiça e Delegado de Polícia Civil da Bahia, Técnico Judiciário do Tribunal de Justiça da Bahia, Técnico do Tribunal Regional Federal da Região 5, Agente da Polícia Civil, Agente Federal SPF e no exame da OAB com nota 9,75. Também foi aprovado nas provas objetivas e dissertativas para Juiz do TJDF e do TJGO. É Professor do Curso CPIURIS para as Carreiras Jurídicas. Foi Professor da Faculdade de Direito Dom Pedro II - Unidom. É pós-graduado em Direito Público, Direito Constitucional, Direito do Trabalho e Direito Processual do Trabalho.

ESTRATÉGIAS DE ESTUDO E DIREITO EMPRESARIAL

DANIEL PINHEIRO DE CARVALHO foi aprovado em 1º lugar para Promotor de Justiça do MPDFT, cargo que exerce atualmente. Foi assessor de Ministro do STF e tornou-se Advogado da União aos 23 anos, no mesmo ano de sua colação de grau (2009). Ainda durante a graduação em Direito na Universidade de Brasília – UNB, obteve o 1º lugar no concurso para o cargo de Analista Judiciário do Superior Tribunal de Justiça (2008), e foi aprovado, entre outros, nos concursos, nos concursos para os cargos de Analista Processual do Ministério Público da União (2007) e Analista Judiciário do TJDFT (2008). Coautor dos livros de questões comentadas #VouSerJuiz, Ed. CP Iuris e do Exame da OAB – 1ª Fase, da editora Vestcon de 2010, e autor de diversos artigos.

DIREITO ELEITORAL

Bruno Gaspar de Oliveira Correa. Promotor de Justiça do Ministério Público do estado do Rio de Janeiro desde 2005. Possui graduação em Direito pela Pontifícia Universidade Católica do estado do Rio de Janeiro. Pós-graduado em criminologia e Direito Penal pelo Instituto Superior do Ministério Público do Rio de Janeiro. Professor de Direito Eleitoral na escola da magistratura do estado do Rio de Janeiro.

Compartilhar: