DPF - Delegado da Polícia Federal Damasio 2019.1 - 1a fase (Reta Final) Mege

PROPOSTA


1. METODOLOGIA

1.1. A Turma de Reta Final do Mege para Delegado de Polícia Federal compreenderá as seguintes atividades:

a) 11 (onze) videoaulas sobre o direcionamento de estudo nas disciplinas constantes no edital (cada matéria terá sua análise esmiuçada em uma aula sobre a preparação estratégica de estudo na disciplina destacada);

b) 1 (uma) videoaula sobre direcionamento do estudo para a prova objetiva, auxiliando o aluno a montar o seu próprio planejamento/cronograma, com o Professor Thiago Renz da Rocha;

b.1) Apresentação de sugestão de cronograma para alunos com 4, 6 e 8 horas disponíveis para estudo (observação: não se trata de cronograma individualizado, o que só é oferecido em turmas regulares com acompanhamento personalizado);

c) Análise sobre a temas federais em matéria criminal, com:

c.1) Envio de rodada de conteúdo específica, abordando crimes federais e análise processual penal em âmbito federal;

c.2) 2 (duas) aulas expositivas sobre temas sensíveis em Crimes Federais e Competência Processual Penal Federal. 

d) Duas (2) aulas sobre como elaborar questões dissertativas – aspectos formais e materiais;
 
e) Três (3) aulas sobre como elaborar peças prático-profissionais – aspectos formais e materiais;
 
e.1) Disponibilização de quatro (4) provas discursivas inéditas e autorais para treinamento nos termos do edital, sendo, cada uma, constituída por 3 (três) questões dissertativas e 1 (uma) peça profissional cada. Todas as provas discursivas serão constituídas por enunciado, comentários ao direito material explorado e espelho de pontuação com modelo sugerido de respostas, sem correção individual;
 
f) Envio de 7 (sete) rodadas de conteúdo (periodicidade semanal) em formato de material de apoio, abordando os principais pontos de todas as disciplinas constantes nos últimos editais: Direito Constitucional, Direito Administrativo, Direito Penal, Direito Processual Penal, Criminologia, Direito Civil, Direito Processual Civil, Direito Previdenciário, Direito Financeiro e Tributário, Direito Internacional Público e Cooperação Internacional, Direito Empresarial).

A cada semana, serão trabalhadas, no mínimo, três disciplinas. Assim, teremos (exemplificadamente):

• 1ª semana: material sobre Direito Penal, Direito Processual Penal e Direito Constitucional.
• 2ª semana: material sobre Direito Civil, Direito Tributário e Direito Empresarial.
• 3ª semana: material sobre Direito Previdenciário, Legislação Penal Especial e Direito Internacional Público.

E, assim, sucessivamente, abrangendo temas de todas as disciplinas constantes dos últimos editais para Delegado Federal, sendo este nosso parâmetro de estudos.

g) 2 (dois) simulados de prova objetiva de Delegado de Polícia Federal, com questões formuladas pelo corpo docente do Mege. A equipe objetivará na criação dos simulados a maior semelhança possível com a sua prova;

g.1)  O aluno, após a resolução da prova e o anúncio do gabarito, receberá cada simulado integralmente comentado, que servirá de material de apoio para revisão. Além disso, será formado um "ranking" de notas dos participantes do simulado, em que o candidato poderá ser identificado por pseudônimo, caso queira (Obs.: a prova simulada contará com candidatos não inscritos na turma, no intuito de uma maior amostragem do resultado obtido em relação aos concorrentes de concurso);

h) Revisão final na semana da prova (na modalidade online). 

i) Videoaulas com temas em destaque nos mais recentes concursos de Delegado de Polícia, as quais servirão como complemento para o material disponibilizado pela equipe;

j) Suporte ao Aluno exclusivo via site (onde o aluno poderá enviar mensagem ao corpo docente); 

k) Outras atividades de conteúdo poderão ser oferecidas para a turma a critério da coordenação, sempre com o objetivo de oferecer a preparação mais completa para o certame.

2. O MEGE – Experiência, Excelência e Resultados

A equipe MEGE, composta por professores com grande experiência em concursos públicos, auxiliou inúmeros candidatos a lograrem êxito nos certames mais variados. A excelência no trabalho realizado revela-se nos altos índices de aprovações. É, sem dúvida, atualmente, a equipe que mais aprova Juízes de Direito no país, seguindo no mesmo caminho em Delegado de Polícia, e demais carreiras jurídicas. Para fins de informações sobre resultados definitivos de aprovações, seguem os dados mais significativos do Mege entre 2015 e 2018 (mais de 1.200 aprovações homologadas), com destaque para os seguintes resultados em Delegado de Polícia:

• 5 aprovados Delegados de Polícia no DF;
• 27 Delegados de Polícia Civil em Pernambuco;
• 26 Delegados de Polícia Civil no Estado do Pará;
• 34 Delegados de Polícia Civil em Mato Grosso do Sul.

Nestes dados abaixo não contabilizamos aprovações de nossos alunos em primeira e segunda fase de concursos (por não serem definitivas), como DPC-PA, DPC-GO, DPC-MT, DPC-MA, DPC-AP e DPC-AC.

3. FERRAMENTAS 

3.1. Os simulados serão disponibilizados aos alunos nas datas marcadas e deverão ser respondidos nos estritos termos da proposta constante da prova, tendo o aluno a opção de imprimir o conteúdo da prova. 

3.2 Os materiais escritos serão enviados para a área do aluno, assim como as aulas em vídeo. 

3.3 Todas as comunicações administrativas serão enviadas pelo “Mural de Recados” na “Área do Aluno” do site do Curso.

3.4 Eventuais dúvidas sobre o conteúdo dado pelo Curso deverão ser enviadas pelo “Suporte ao aluno” na “Área do Aluno” do site do Curso.

4. OBRIGAÇÕES DO CURSO

4.1. O curso assume a responsabilidade de fornecer todas as atividades descritas nesta proposta, no tópico referente à “Metodologia”.

4.2. Durante o período de duração do curso, a equipe assume a responsabilidade de uma postura isonômica entre os candidatos.

4.3. Ao final da turma, o Mege disponibilizará certificado de conclusão de curso para os alunos da turma, onde constará a carga horária estudada, as disciplinas estudadas e data de início e término das atividades.

5. OBRIGAÇÕES DO ALUNO

5.1. O aluno consente com a divulgação de seu nome como aluno do Mege em caso de aprovação em qualquer fase de concursos para o cargo de Delegado de Polícia, pelo prazo de 2 (dois) anos, em reconhecimento ao conteúdo e às orientações recebidas, que, certamente, poderão ser utilizadas em sua preparação em outros certames para a carreira, com vasto material para estudo.

5.2. O aluno deve acompanhar o “Mural de Recados” na “Área do Aluno” do site do Curso, a fim de acompanhar os comunicados administrativos.

5.3. Toda e qualquer observação administrativa ou de conteúdo feita por parte do aluno deverá ser remetida ao “Suporte ao aluno” na “Área do Aluno” do site do Curso.

5.3.1. O aluno receberá resposta às mensagens enviadas ao “suporte ao aluno” em uma estimada de 3 dias úteis.

5.4. O aluno toma ciência nesta proposta que não poderá repassar o seu acesso aos materiais para terceiros, sendo que os arquivos contarão com identificação do responsável por cada download feito na plataforma de estudo (com CPF, e-mail e telefone). 

6. INVESTIMENTO

6.1. O candidato fará o investimento descrito na opção de inscrição deste produto, valor que poderá ser pago por transferência bancária ou dividido no cartão de crédito em até 12 vezes pelo Pagseguro, com compra direta pelo site do Mege em campo presente no canto direito superior desta tela.

6.2. Os pagamentos devem ser feitos por transferências bancárias ou depósito bancário para a Conta Corrente 100115-9, Agência 3280-8, Banco do Brasil, Titular: Curso Mege LTDA (CNPJ 22657728/0001-23), ou ainda através do link enviado pelo Curso Mege para a opção de pagamento via Pagseguro.

6.3. Ao efetuar transferências bancárias, o candidato deve comunicar o Curso Mege através do e-mail financeiro@mege.com.br, preferencialmente, com arquivo de imagem do comprovante, identificação da turma e parcela correspondente. Em caso, de pagamento pelo Pagseguro a comunicação é dada automaticamente pela ferramenta.

6.4. O Curso Mege não cobra qualquer valor a título de honorário de sucesso e é contra esta prática de mercado, por entender que a aprovação é fruto, sobretudo, do esforço do candidato, sendo o curso uma ferramenta de potencialização em busca da aprovação do aluno.

7. EQUIPE

7.1. A equipe Mege de atuação específica nesta turma será composta por corpo docente composto por professores com experiência concursos de Delegado de Polícia. Dentre outros convidados pelo Mege, fazem parte da equipe de base para esta turma:

RAPHAEL CASTRO LIMA. Coordenador Geral da Turma. Delegado de Polícia Civil no Distrito Federal. Foi Delegado de Polícia Civil no Estado de São Paulo (2016). Aprovado no Concurso de Delegado de Polícia Civil do Estado do Tocantins - 2014. Aprovado no Concurso de Delegado de Polícia Civil do Estado de São Paulo - 2015 (2º lugar na prova discursiva). Aprovado no Concurso de Delegado de Polícia Civil do Distrito Federal - 2016 (nota máxima na prova oral). Foi professor de cursinhos preparatórios para carreira policial (ano de 2015 e início de 2016). Foi Professor substituto convidado na Graduação em Direito da Universidade Pitágoras. Pós-graduando em Criminologia, Política Criminal e Segurança Pública pela Universidade Anhanguera-Uniderp. Graduado pela Faculdade de Direito de Ipatinga - FADIPA. 

THIAGO RENZ DA ROCHA. Coordenador Geral da Turma. Delegado de Polícia Civil no Distrito Federal. Aprovado no Concurso de Delegado de Polícia Civil do Estado de São Paulo - 2015. Aprovado no Concurso de Delegado de Polícia Civil do Distrito Federal - 2016. Aprovado no concurso para Agente de Polícia Civil no DF em 2013. Aprovado no concurso para Escrivão de Polícia Civil no DF em 2013. Aprovado no concurso para Inspetor de Polícia Civil no RS em 2013. Graduado pela Faculdade de Direito PUCRS. Professor de Direito Penal, Processual Penal e Legislação Criminal Especial. 

BRUNO CALANDRINI. Delegado de Polícia Federal (aprovado no Concurso Nacional 2004). Professor Universitário. Graduado pelo Centro Universitário Newton Paiva. 

CAMILA NÍNIVE DE BESSAS FERREIRA. Delegada de Polícia Civil no Distrito Federal. Aprovada para Delegado de Policia Civil de Tocantins. Foi Advogada criminal. Graduada em Direito pelo Centro Universitário Newton Paiva (MG).

RAFAEL ANDRADE CATUNDA. Delegado de Polícia Civil no Distrito Federal. Foi Delegado de polícia do estado do Espírito Santo (2012-2017), no estado de Rondônia (2010-2012) e no estado do Acre (2009). Aprovado no concurso de Delegado de Polícia do estado de Alagoas (2012).

VIRGÍLIO AGNALDO OZELAMI. Delegado de Polícia Civil no Distrito Federal. Foi Oficial de Justiça do TJMG. Foi Advogado atuante na área Cível em Minas Gerais. Pós-graduado em Direito Penal e Processo Penal pela Universidade de Franca – UNIFRAN. Pós-graduado em Design e Inovação pelo Instituto de Educação Superior de Brasília – IESB. Bacharel em Direito pela Universidade de Uberaba – UNIUBE.

DANILO VICTOR NUNES DE SOUZA. Delegado de Polícia no Estado de Goiás. Professor Titular da Escola Superior da Polícia Civil do Estado de Goiás. Professor convidado da Academia de Polícia Militar do Estado de Goiás. Foi Policial Militar do Estado do Amapá (por 10 anos). Aprovado no 7º Concurso para Analista do Ministério Público da União – MPU (2013). Pós-graduado em Conhecimento Jurídico em Segurança Pública, incluindo Metodologia do Ensino Superior, pelo Centro de Ensino Superior do Estado do Amapá-CEAP. Pós-graduando em Ciências Criminais pela Universidade Estácio de Sá, em parceria com o Complexo de Ensino Renato Saraiva. Bacharel em Direito pela Faculdade Estácio de Sá – Amapá.

ERISON JAMIL ABDALA. Delegado de Polícia Civil no Distrito Federal (2014). Foi Agente de Polícia da PCDF (2013). Foi Servidor no TJDFT (2008). Nomeado para o cargo de Oficial de Justiça do STF (2016). Aprovado para o cargo de Escrivão de Polícia da PCDF (2013) e em diversos concursos públicos. Pós-graduado em Direito Processual Civil e em Formação de Professores para a Educação Superior Jurídica pela Universidade Anhanguera-Uniderp. Bacharel em direito pelas Faculdades Integradas da União Educacional do Planalto Central. 

JAMIL NASCIMENTO JUNIOR. Advogado. Bacharel em Direito pela USP, Mestrando em Direito Administrativo pela USP. Especialista em Direito Empresarial pela FGV-SP. Parecerista da Revista Digital de Direito Administrativo da USP. Professor da UNIFAFIBE e de cursos preparatórios para concursos públicos.

PEDRO ORLANDO SARDÁ FILHO. Servidor Público Federal da Polícia Rodoviária Federal desde 2014. Aprovado no Concurso de Delegado de Polícia Civil do Distrito Federal (2014). Foi Escrivão de Polícia da Polícia Civil do Estado do Paraná (2010 a 2014). Aprovado no concurso público de técnico judiciário do TRF4 (2013). Foi técnico judiciário do 2º grau de jurisdição do TJPR (2010). Foi Advogado (2009 a 2010). Bacharel em Direito pela Universidade Federal do Paraná (2009). 

RAFAEL DRUMOND DE LIMA. Promotor de Justiça no Ministério Público de Minas Gerais. Aprovado para Delegado de Polícia Civil no Distrito Federal. Aprovado para Promotor de Justiça no Estado de Roraima e Rondônia.

ANNA VICTORIA MEDEIROS ESCOREL ALMEIDA HENRIQUE. Delegada de Polícia Civil no Ceará. Aprovada no Concurso de Delegado de Polícia Civil do Distrito Federal. Foi procuradora municipal. É Professora convidada da Academia de Polícia Civil do Ceará. É professora convidada de Pós-graduação em Direito e Processo penal pela UNIFOR-Ceará. Palestrante. Formada como Coach Integral Sistêmica pela FEBRACIS. Graduada em Direito pela Universidade Federal da Paraíba. Graduada em Relações Internacionais pela Universidade Estadual da Paraíba. Pós-Graduada em Direito Público pela Universidade Anhanguera. Pós-Graduanda em Direito Processual Penal pelo Instituto Damásio de Jesus. Mestranda em Relações Internacionais, pela Universidade da Paraíba.

ULYSSES FERNANDES. Delegado de Polícia no Distrito Federal, aprovado com nota máxima na prova oral - 2016. Foi Investigador de Polícia, na Polícia Civil de Minas Gerais, aprovado aos 18 anos - 2004. Aprovado também no concurso da Polícia Rodoviária Federal de 2009. Graduado pela Faculdade Dinâmica Vale do Piranga.

8. ACEITAÇÃO

8.1 Ao clicar na opção "Inscreva-se", o aluno consente com os termos desta proposta, em especial sobre o compromisso de pagamento firmado no item 6. 

8.2. O cronograma do curso prevê o início das atividades no dia 26/06/2018 (terça-feira) e será enviado aos inscritos após a confirmação de vaga.

8.3. Em caso de desistência do aluno, sem descumprimento de obrigações pelo curso, após o início das atividades, o inscrito perderá, a título de cláusula penal, valor proporcional de restituição (que levará em consideração tributação recolhida, atividades habilitadas e materiais disponibilizados), o que visa a cobrir os custos administrativos referentes à elaboração, à disponibilização de material, à reserva de vaga em detrimento de outros interessados e à remuneração do corpo docente.
Compartilhar: